Segunda-feira, 3 de Outubro de 2011

Occupy Wall Street

 

 


As one people, united, we acknowledge the reality: that the future of the human race requires the cooperation of its members; that our system must protect our rights, and upon corruption of that system, it is up to the individuals to protect their own rights, and those of their neighbors; that a democratic government derives its just power from the people, but corporations do not seek consent to extract wealth from the people and the Earth; and that no true democracy is attainable when the process is determined by economic power. We come to you at a time when corporations, which place profit over people, self-interest over justice, and oppression over equality, run our governments.

 

 

Podem ler aqui a tradução em Brasileiro do manifesto divulgado pelo movimento Occupy Wall street.

publicado por Francisco da Silva às 20:02
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De João S Lopes a 5 de Outubro de 2011 às 18:04
Camarada,

Há protestos que valem a pena. Este parece ser um desses.
Vale a pena para clarificar determinados status quo na nossa sociedade, e assim confirmar ou refutar a nossa vivência.
Por isso, parece-me que, tal como outros protestos inorgânicos e não hierarquizados, os ocupas de wall street (quaisquer que sejam os seus lamentos) vão demonstrar durante os próximos dias de que fibra são feitos. Ainda é cedo para determinar a sua influência.

Do ponto de vista ideológico acho que não te preciso dizer o que penso. Nem acho acertado ver camaradas provenientes de partidos políticos (como tu e outros) a apoiar estes novos movimentos sociais, pois retiram a tal função articuladora dos partidos políticos. (O que quer dizer que estás a fazer um mau trabalho ;)) )

Olhando para esta citação retirada do manifesto, apercebemo-nos de que os indivíduos só querem o poder pelo poder - aspecto manifestado também pelos supostos "gananciosos" (não estou a dizer que não são - a ganância faz parte do Homem).

Há muitas concepções limitadas do que é o poder político e o poder económico. O que querem eles dizer por "poder económico" e "democracia"? Há falta de esclarecimento sobre isto.

Esperemos pelos dias seguintes.

Um abraço,
JSL
De Francisco da Silva a 10 de Outubro de 2011 às 11:42
João

Sem dúvida que referes questões muito pertinentes, como diria a nossa mestre.
Começando pelo fim: tal como lhes disse o Zizek , é preciso que se decidam e que decidam que mudanças é que querem desenvolver.
No entanto, a criação de um movimento destes num país que acreditava em Wall Street como nós no Scolari é algo de relevante.
Quanto à parte da ideologia... penso que também saberás a minha opinião: preferia que tomassem de assalto os partidos e os inundassem de sociedade civil, para ver se as lógicas de lobby e de aparelho sofriam um abanão. Só assim os partidos fazem sentido, quando os cidadãos os integram e definem as suas políticas.
Não apoio o protesto pelo protesto, acaba por servir de válvula de escape da pressão social, prefiro algo que seja mais consequente, mas ainda é cedo para ver o que este movimento conseguirá atingir.
Vamos seguindo atentamente e continuando a debater este assunto à medida que vai evoluindo.

Um abraço
FS

Comentar post

.autores

.pesquisar

.posts recentes

. Ainda há esperança?

. Da vergonha alheia

. Vamos a Belém - 25 de Mai...

. Carta a Amélia

. Demissão já

. O PS tem problemas em faz...

. Hasta Siempre Comandante

.arquivos

. Julho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds