Segunda-feira, 19 de Dezembro de 2011

serviço público

Chegou-me por email o seguinte texto, e não podia deixar de o publicar.
Este governo não está só a ser incompetente, está a tentar detruir tudo o que são direitos dos cidadãos:
Primeiro a escola pública, seguiu-se o sistema nacional de saúde, a segurança social e agora o apoio judiciário. 
Obrigado Paulo por teres denunciado esta situação. 



"Venho por este meio fazer chegar ao v/ conhecimento do que está acontecer com a Auditoria ao Apoio Judiciário. 


Sabe(m), ou sabia(m), que a OA ainda está a verificar os dados que a DGAJ enviou? Aliás só no dia 15 de Dezembro, por volta das 14.30 é que a OA começou a notificar os Advogados para se pronunciarem sobre as pseudo-irregularidades?
Mas foi às 15h, mais coisa menos coisa, de ontem, dia 15 de Dezembro de 20111, que a sra ministra comunicou nos orgãos de comunicação social que a mesma, a auditoria foi enviada para a PGR? Coincidência? Acho que não. Não existindo o devido contraditório?! Isso não existe. A titulo pessoal, sou a favor da auditoria, mas queria que a mesma fosse séria.
Não foi, sabe(m) quem efectou a Auditoria? Os funcionários judiciais dos nossos tribunais...mas não são eles que estão cheios de trabalho? Tiveram tempo para uma auditoria, mas a mesma, para ser séria não devia ter sido externa? Ah, não há dinheiro...respondem no Ministério, usam a prata da casa. No meu caso concreto, veja bem, os "auditores" colocaram-me idas ás prisões sem eu nunca ter solicitado esse pagamento, porque o meu constituinte, arguido, não está preso?! Então quem está a difamar quem?

Então coloca-se assim de ânimo leve? Claro que daqui se começa a depreender que está a existir uma campanha contra o Apoio Judiciário, e no fim quem vai ficar prejudicado será o cidadão. Sempre ele. Porque afinal, as supostas irregularidades afinal não existem, e tudo não passa de meras interpretações e a belo prazer dos funcionários, veja(m) lá, que num caso concreto, uma funcionária Judicial disse-me que (sic)"se tenha dúvidas ligo para o MJ e disseram-lhe respondam como entenderem que depois os advogados se quiserem que se queixem" Concluindo, onde está a seriedade da sra ministra? Claro que da mesma maneira que a sra ministra enviou para a PGR eu também irei enviar, porque estão aí 3 crimes que a MJ, o presidente da DGAJ praticaram, difamação, ofensa ao bom nome e falsificação de declarações." 

Paulo Farinha Lopes

publicado por Francisco da Silva às 12:57
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De serviço púbico a 19 de Dezembro de 2011 às 18:34
pentelhos como dizia o outro

um blogue de agit-prop de baixo grau....crisis
fmi
france24
francisco da silva
futebol
galochas
globalrevolution
governo psd

curioso o destaque do nome....EU sou ENORME sou o MESSIAS que libertará o povo
messias anões de povos microscópicos e microcéfalos
De Francisco da Silva a 19 de Dezembro de 2011 às 19:25
Bem visto meu caro, agora já reduzi o tamanho das tags para ficar tudo igual.
Um abraço e obrigado pelo comentário.

Comentar post

.autores

.pesquisar

.posts recentes

. Ainda há esperança?

. Da vergonha alheia

. Vamos a Belém - 25 de Mai...

. Carta a Amélia

. Demissão já

. O PS tem problemas em faz...

. Hasta Siempre Comandante

.arquivos

. Julho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds