Quinta-feira, 10 de Maio de 2012

Mocidade portuguesa






“Sobretudo à mocidade alemã, é que nos dirigimos.” ¹


Vítor Gaspar, ao melhor estilo dos regimes autoritários, vai apresentar um livro encomendado certamente por si para explicar a crise às crianças.
Há uns anos tempos fiz um artigo sobre a juventude Hitleriana, comparada aos novos escuteiros americanos, após ter lido esta notícia surreal:
Scouts Train to Fight Terrorists, and More. Para além de encontrar demasiadas similaridades, concluí que todos os regimes autoritários tendem a doutrinar as suas crianças, de modo a perpetuarem-se no poder, através da propagação de um pensamento absolutamente monista. Hitler fez isso, Mao, Salazar, Mussolini... é prática corrente em regimes destes e tem sido aplicada com relativo sucesso. 
 

Gaspar é bom no que faz e assume-se como o ideólogo deste governo, ou melhor, o enviado europeu para espalhar a ideologia tecnocrática que baseia o valor de cada homem e de cada sociedade na sua produtividade. Nada contra, pelo contrário, é bom quando um político se assume. 
Escondendo-se no papel de contabilista, vem agora explicar às crianças que independentemente de esquerda ou direita há só uma linha de pensamento: a sua. Sobre o livro diz-se o seguinte:

A peculiaridade reside no facto de a explicação ser dada de acordo com a ideologia favorita de cada leitor: se prefere as justificações defendidas pela esquerda começa a ler o livro por um lado, se prefere as justificações defendidas pela direita começa a ler o livro por outro

Ou seja, no manual do Gaspar para a mocidade portuguesa cabem todas as respostas, anulando assim qualquer crítica do livro estar inquinado de ideologia. Como bem sabemos, a não ideologia também é ideologia, e há uma "ideia por detrás da ideia" de apresentar um livro assim: mostrar às crianças que acima das opções políticas de esquerda ou de direita, o que interessa é a visão do contabilista, do tecnocrata.
A tecnocracia tem aberto o seu caminho para o poder através de diversos métodos, sendo este o mais eficaz: a tentativa de demonstrar que as opções políticas não o são, mas sim, as únicas escolhas possíveis. 

Não é por ser de direita que este governo está a desmantelar o Estado Social... não, eles até gostam dele. É porque não há alternativa. Não é por ser de direita que o governo está a reflectir a crise no empobrecimento dos trabalhadores em vez de a reflectir nos lucros cada vez maiores dos patrões... eles bem queriam, mas não há outra hipótese.
Agora esta semente do pensamento único vai ser plantada nas nossas crianças, vai ser uma iniciativa louvada por todos os comentadores habituais da praça. Outra vez, não é por os comentadores serem de direita... é porque os miúdos precisam de saber o que é a crise, e se for pela boca do Gaspar, melhor ainda. Como diria o Sr. Ford: "os miúdos podem escolher a ideologia que quiserem, desde que esta seja a do Gaspar".

As ditaduras chegam devagarinho, sem se dar por elas. Um dia, quando repararmos e quisermos colocar um travão a isto será provavelmente tarde demais. Por isso, não posso deixar de escrever agora, antes que seja tarde.
 

 

____________________________


¹ HITLER, Adolf, A Minha Luta - Mein Kampf, Afrodite, Lisboa, 1976


publicado por Francisco da Silva às 14:18
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De José Freitas a 11 de Maio de 2012 às 20:42
Agora que a Esquerda avançou na França e na Grécia há tempo para uma pausa e ver o blog www.arterotica55p.blogspot.com
Talvez seja necessário colocar o endereço na pesquisa do Google, mas não pôr http//: começar em www

Comentar post

.autores

.pesquisar

.posts recentes

. Ainda há esperança?

. Da vergonha alheia

. Vamos a Belém - 25 de Mai...

. Carta a Amélia

. Demissão já

. O PS tem problemas em faz...

. Hasta Siempre Comandante

.arquivos

. Julho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds