Terça-feira, 26 de Junho de 2012

O pilha-gravadores





Ricardo Rodrigues exerce as seguintes funções:

 

Deputado na X Legislatura

Vice-Presidente do Grupo Parlamentar do PS
Membro do Conselho Superior do Ministério Público eleito pela Assembleia da República
Membro da Comissão Permanente da Assembleia da República

Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias [Coordenador GP]
Comissão de Orçamento, Finanças e Administração Pública [Suplente]
Comissão para a Ética, a Cidadania e a Comunicação [Suplente]

O mesmo Ricardo Rodrigues, foi hoje condenado por atentado à liberdade de imprensa. 

 

Espero que renuncie aos cargos que ocupa, por manifesta falta de condições políticas para os continuar a exercer. A alternativa, é colocar o deputado a questionar Miguel Relvas, quando este se deslocar ao parlamento no âmbito das pressões realizadas junto dos jornalistas do Público.

Se o senhor não renunciar, espero que o PS tenha o bom senso de pedir o seu afastamento, demarcando-se desta maneira de estar na política. Ter um vice-presidente de bancada condenado por atentar contra a liberdade de imprensa, é inaceitável. São estes casos, que vão permitindo ao governo atropelar a democracia, sem censura da opinião pública. "São todos iguais" e "os outros fazem o mesmo", são expressões cada vez mais em voga no léxico dos portugueses. Que legitimidade tem o PS de condenar as acções (igualmente inaceitáveis) de Miguel Relvas, se mantiver este senhor na sua bancada? 

Pelo contrário, se o PS se dignar a pedir a sua excelência que renuncie ao mandato, reúne algum capital político para voltar ao caso Miguel Relvas. 

A alternativa é o normal acordo de "cavalheiros(?)" entre PS e PSD: eu não falo neste assunto e tu não falas no outro. Nós ficamos calados em relação ao Rodrigues, vocês não insistem com a ida do Relvas ao Parlamento.

Vamos ver se há consequências políticas, ao contrário do que acontece habitualmente: uma mão lavar a outra e as duas lavarem o rosto.

 

Esta é uma boa hipótese para começar a credibilizar uma Assembleia da República, que é cada vez mais mal vista pelos cidadãos, por culpa deste bloco central de interesses. É bom que não a desperdicem, podem não haver muitas mais. 

 

Podem enviar, rapidamente, um e-mail ao deputado Ricardo Rodrigues a pedir a sua renúncia, ou até sensibilizar pela mesma via, António José Seguro e Carlos Zorrinho, para que hajam consequências políticas. Caso queiram contactar por telefone o grupo parlamentar, poderão encontrar o número aqui.

publicado por Francisco da Silva às 16:14
link do post | comentar | favorito

.autores

.pesquisar

.posts recentes

. Ainda há esperança?

. Da vergonha alheia

. Vamos a Belém - 25 de Mai...

. Carta a Amélia

. Demissão já

. O PS tem problemas em faz...

. Hasta Siempre Comandante

.arquivos

. Julho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds